14/04 Inaugurada primeira Unidade Estratégia de Saúde da Família em Guaíba 14/04 Começou nesta segunda a Feira do Peixe de Guaíba 01/04 Guaíba sedia maior festival de música eletrônica do Sul do País 31/03 Assinado contrato de construção da nova ponte do Guaíba 28/03 Final de semana terá o Grito Rock de Guaíba 27/03 Confira o Cronograma de vacinação do HPV nas escolas de Guaíba 26/03 Lombadas garantem maior segurança para o trânsito de Guaíba 25/03 SMAMA promove evento para comemorar o Dia Mundial da Água 24/03 Governador visita obras da empresa Celulose Riograndense 21/03 Executivos Chineses e Brasileiros da Foton visitam Guaíba 21/03 Aula Magna de doação de Orgãos 20/03 Quartel da Brigada Militar é evacuado após falsa ameaça de bomba em Guaíba 20/03 Prefeitura cria Grupo Técnico que vai revitalizar o Mercado Público 17/03 AGF surpreende ACBF e vê grande crescimento no time para 2014 17/03 Multiplicadores Ambientais Mirins recebem certificados 16/03 Academia de Samba Cohab Santa Rita é escolhida como Campeã do Carnaval de Guaíba 15/03 Neste sábado Guaíba realiza Carnaval fora de época 12/03 Governo do Estado quer ser acionista da montadora Foton 11/03 AGF encara a ACBF em jogo amistoso em Carlos Barbosa nesta sexta 10/03 Educação Ambiental é tema em escolas municipais
Publicidade
Notícias // 11/06/2012

Alvará da Obra na Av. Sete de Setembro será cassado

A Prefeitura Municipal de Guaíba, através da sua Diretoria de Habitação, irá cassar o alvará de construção da obra localizada na avenida Sete de Setembro, 818, ao lado da escola estadual Otaviano Manoel de Oliveira Júnior, na região central da cidade. A decisão foi tomada nessa quarta-feira, dia 06 de junho, durante reunião entre o prefeito Henrique Tavares; o presidente da Câmara Municipal, Luis Vargas; secretário de Obras, Jorge Centeno; da procuradora-geral do município, Tânia Grigorieff; o diretor de Habitação, Reginaldo Lacerda, os vereadores Arilene Pereira (PTB); Caio Larréa (PPS), Orassi Orestes (PP); Antônio Rodrigues dos Santos (Sarrafo - PTB) e representantes da escola.

Além da cassação do alvará, a Prefeitura também vai notificar a empresa Laservi - Jato e Pintura Industrial Ltda a fim de que comece o ato demolitório da obra. Segundo Lacerda, outra medida que já está sendo tomada pela Prefeitura Municipal é a solicitação de um laudo técnico, desta vez, feito pelos engenheiros da Secretaria Municipal de Obras.

Conforme laudo técnico assinado pelo engenheiro Renato Knackfuss, responsável técnico da empresa Laservi, "a estrutura da obra está condenada colocando em risco toda a região circunvizinha no caso eminente de desabamento". Apesar do laudo ter sido assinado pelo engenheiro em novembro de 2011, a Prefeitura só tomou conhecimento do documento nessa semana.

A Prefeitura informa ainda que a obra já encontrava-se paralisada desde 2010 em razão de uma ação demolitória que tramita na Justiça, ainda em grau de recurso. A ação é de autoria do Executivo municipal uma vez que a obra excedeu a altura determinada no Plano Diretor do município.

"Ficamos muito preocupados e estamos buscando todas as medidas possíveis, com a maior rapidez, a fim de evitar qualquer tipo de acidente ou riscos para os alunos da escola e aos moradores das imediações", disse o prefeito.

A procuradora-geral Tânia reforçou que, caso a empresa se negue a cumprir a determinação, a Prefeitura vai entrar com uma ação judicial.

URL Curta:
Comente esta notícia: