25/08 Preso suspeito de participar de estupro coletivo 23/08 Ladrão de desodorantes é preso 23/08 Adolescente infrator é apreendido em Guaíba 19/08 Suspeito de estupro de vulnerável é preso em Guaiba 19/08 Operação combate o furto e roubo de gado 19/08 Revolver calibre .38 é apreendido 18/08 Polícia encontra depósito de desmanche em Guaíba 13/08 Suspeitos de roubo são presos com carro clonado 13/08 Prefeitura de Guaíba faz mutirão para retirada de entulhos 13/08 Volta às aulas com a educação ambiental da BR-116/RS 09/08 Protesto causou bloqueio na BR-290 09/08 AGORA: manifestação na BR-290 08/08 Estações de Bombeamento de Esgoto são apresentadas 07/08 Pokémon GO atrai fãs guaibenses 04/08 Projeto Juventude em Ação será iniciado 02/08 Campanha de segurança no trânsito se encerra nesta semana 02/08 CORSAN conclui duas obras 29/07 Triunfo Concepa realiza manutenções na BR-290 29/07 Guaíba homenageada por Governador 28/07 Homem é preso por descumprimento da Lei Maria da Penha
Publicidade
Polícia // 01/08/2012

Assassinato de taxista intriga polícia de Guaíba

Um taxista de Guaíba, na Região Metropolitana, foi encontrado morto na tarde desta terça-feira em um matagal, nas proximidades do bairro Engenho. Conforme a Polícia Civil, o corpo de Marcelo Cardoso Ambos, 32 anos, estava com uma das orelhas cortadas e apresentava perfuração na altura do pescoço.

O fato de não haver testemunhas nem suspeitos do crime intriga o delegado Rafael Pereira, responsável pelo caso. A vítima teria sumido pela manhã, quando familiares procuraram a polícia para relatar que o táxi de Ambos havia sido encontrado aberto em uma rua do centro da cidade, com os objetos pessoais dele, mas sem sinal do condutor.

- As mãos tinham marcas as quais sugerem que ele teria sido amarrado. Ainda não podemos confirmar que a perfuração no pescoço foi de um tiro ou de outro tipo de arma. Temos que esperar a necropsia do corpo para confirmar isso - explica Pereira.

A única hipótese descartado é o latrocínio (roubo seguido de morte). No táxi de Ambos foi encontrada a carteira da vítima com o dinheiro intacto, relata o delegado. Hoje, a Polícia Civil deve convocar novos depoentes.

- A princípio não há testemunhas, conversamos com muita gente. Aparentemente, ele não tinha vínculo com a criminalidade. Inclusive tinha arrumado emprego em uma empresa de ônibus. Ainda não temos uma linha forte de investigação - diz Pereira.

Fonte: ZERO HORA

URL Curta:
Comente esta notícia:
Publicidade
TV Costa Doce

Móveis catarinense
Curta o Portal no Facebook
Publicidade
Guaiba Telecom