26/10 Vereador Bento do Bem tem seu mandato cassado após julgamento na Câmara 17/07 Prefeitura recolhe cavalos abandonados nas ruas 17/07 Secretaria de Educação convida vereadores e apresenta balanço e projeções para 2018 17/07 Em dia de doação, Guaíba coleta 102 bolsas de sangue para Hemocentro 17/07 Prefeitura promove atividades especiais nas férias de julho 11/07 Secretaria de Assistência Social recebe capacitação para implantar a ID Jovem 11/07 Guaibenses aproveitam mais um fim de semana de atividades culturais 11/07 Alterações no trânsito em razão de obras da rotatória da Nestor de Moura Jardim 06/07 CAPS Álcool e Drogas tem capacidade de atendimento ampliada 04/07 Unidade móvel do Hemocentro estará em Guaíba na próxima terça-feira (4) 04/07 Saiba o que Guaíba ganha com o novo CT do Internacional 04/07 Posto da Primavera/São Jorge realiza dia extra de atendimentos 27/06 Prefeitura aprova projeto de CT do Internacional em Guaíba 27/06 Servidores e professores municipais iniciam curso de Libras 22/06 Prefeitura busca solução para evitar pontos de alagamentos 22/06 Clima de amizade marca abertura da 28ª edição dos Jogos Estudantis das Escolas Municipais 20/06 Prefeitura entrega mais de 300 itens para os Bombeiros 20/06 Prefeitura reduz fila de espera por exames de tomografia 20/06 Só Fumaça é o time campeão da Primeira Divisão de Futsal 08/06 Prefeitura de Guaíba antecipa parcela de 13º para servidores
ECB Sistemas Desenvolvimento Web
ECB Sistemas Desenvolvimento Web Publicidade
Política // 01/09/2011

Caio Larrea propõe Programa de Prevenção à Gravidez Precoce

No dia 31 de agosto, o vereador Caio Larrea (PPS) apresentou projeto de lei que institui o Programa de Prevenção à Gravidez Precoce no município de Guaíba.

O vereador expõe que a adolescência é um período de alterações físicas, psicológicas e sociais. É um momento de transformações profundas em todos os aspectos, onde há constantes confusões, decorrentes de mudanças fisiológicas e psciológicas.

Caio explica que a gravidez precoce tem muitas causas e a falta de orientação é uma delas. A ausência de informação pode acarretar complicações obstétricas, rejeição, maus tratos ou até mesmo abandono do filho. O vereador defende que não é plausível admitir que os meios contraceptivos sejam desconsiderados pelos adolescentes e é necessário que as políticas públicas expliquem, incentivem e aconselhem o uso desses meios.

O projeto ainda tramitará na Câmara de Vereadores.

URL Curta:
Comente esta notícia:
Publicidade
TV Costa Doce

Móveis catarinense
Curta o Portal no Facebook
Publicidade
Guaiba Telecom
Tags | Notícia politica