17/07 Prefeitura recolhe cavalos abandonados nas ruas 17/07 Secretaria de Educação convida vereadores e apresenta balanço e projeções para 2018 17/07 Em dia de doação, Guaíba coleta 102 bolsas de sangue para Hemocentro 17/07 Prefeitura promove atividades especiais nas férias de julho 11/07 Secretaria de Assistência Social recebe capacitação para implantar a ID Jovem 11/07 Guaibenses aproveitam mais um fim de semana de atividades culturais 11/07 Alterações no trânsito em razão de obras da rotatória da Nestor de Moura Jardim 06/07 CAPS Álcool e Drogas tem capacidade de atendimento ampliada 04/07 Unidade móvel do Hemocentro estará em Guaíba na próxima terça-feira (4) 04/07 Saiba o que Guaíba ganha com o novo CT do Internacional 04/07 Posto da Primavera/São Jorge realiza dia extra de atendimentos 27/06 Prefeitura aprova projeto de CT do Internacional em Guaíba 27/06 Servidores e professores municipais iniciam curso de Libras 22/06 Prefeitura busca solução para evitar pontos de alagamentos 22/06 Clima de amizade marca abertura da 28ª edição dos Jogos Estudantis das Escolas Municipais 20/06 Prefeitura entrega mais de 300 itens para os Bombeiros 20/06 Prefeitura reduz fila de espera por exames de tomografia 20/06 Só Fumaça é o time campeão da Primeira Divisão de Futsal 08/06 Prefeitura de Guaíba antecipa parcela de 13º para servidores 08/06 28º Feira do Livro de Guaíba encerra com público total de 17 mil pessoas
ECB Sistemas Desenvolvimento Web
ECB Sistemas Desenvolvimento Web Publicidade
Notícias // 06/07/2017

CAPS Álcool e Drogas tem capacidade de atendimento ampliada

O Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas – Vida Nova reforçou o número de atividades oferecidas. Isso porque, em 2017, o número de pacientes ativos aumentou de 140 para 240, além de uma média de 38 novas acolhidas por mês.

Não é necessário agendamento para novos pacientes. De segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, qualquer pessoa pode comparecer ao local (Rua Guanabara, 75, no bairro Parque 35) e imediatamente receber um Projeto Terapêutico Singular. De acordo com a psicóloga e coordenadora do serviço, Vanessa de Oliveira Buttes, essa conversa personaliza o atendimento:

“As pessoas são diferentes, logo possuem necessidades diferentes. Essa acolhida faz toda a diferença, pois podemos ouvir o objetivo do paciente e, assim, elaborar uma meta de redução de danos. Ninguém sai daqui sem algo marcado, não só com relação aos grupos de tratamento como também, sempre que necessário, contamos com um médico clínico”, destacou.

São três grupos intensivos contra drogas e contra álcool. Pacientes que conquistam a meta determinada em seu Projeto Terapêutico Singular ou atingem seis meses sem uso evoluem para o grupo de manutenção, o qual recebem um novo tipo de atenção visando dar novos passos rumo à eliminação do vício.

“Aqui eles sabem que sempre haverá um profissional para atendê-los. Caso não haja necessidade de qualquer serviço médico, o paciente pode fazer apenas ambiência, pois estão em um ambiente protegido e que oferece diversas atividades”, completou Vanessa.

Há oficinas de artes, de música, de reciclagem, de meditação, de jardinagem, de cidadania, de integração, de expressão e criatividade, entre outras. Outro diferencial é o grupo de famílias, em que os profissionais realizam um encontro especial de orientação.

O CAPS AD – Vida Nova dispõe de um médico clínico, três psicólogos, dois psiquiatras, um enfermeiro, três técnicos de enfermagem, um terapeuta ocupacional, um estagiário de psicologia, um assistente social e uma artesã.

Fotos: Gustavo Gossen

Fonte: Prefeitura de Guaíba

URL Curta:
Comente esta notícia: