18/04 CDL realiza treinamento sobre comunicação e relacionamento interpessoal 17/04 Pitbulls que atacaram menino são recolhidos para avaliação 16/04 Toyota define atrações de 2015 16/04 Parlamento Metropolitano terá ato de instalação em abril 16/04 Exposição faz homenagem ao povo guarani 15/04 Projeto de Lei da Terceirização gera protestos no país 15/04 Protestos e bloqueios marcam a manhã de quarta-feira na região 13/04 CasaBem Estilo comemora seu 8º aniversário presenteando as mamães 13/04 Homem é preso por trafico de drogas durante festa em Guaíba 13/04 Revista Guaíba Total é o novo veículo de comunicação do município 13/04 Forúm Municipal de Educação realiza 2ª etapa da Conferência Municipal de Educação em Guaíba 10/04 Projari realiza programação em comemoração a Semana Santa 10/04 UVERGS promove capacitação para vereadores 10/04 Orquestra PROJARI retorna suas atividades na próxima semana 09/04 Show nativista acontece em Guaíba nessa sexta-feira 08/04 Guaíba terá evento de meditação coletiva 08/04 Pai e crianças desaparecidos são encontrados mortos em Eldorado do Sul 08/04 Criança é atacada por cachorro Pit Bull em Guaíba e fica em estado grave 31/03 Escolas municipais irão receber 15 mil cadernos do Projeto Educação da CMPC 30/03 1ª Edição do Guaíba Food Park foi um sucesso
Publicidade
Notícias // 14/07/2012

Prazo para demolição da obra se estenderá por mais 60 dias

Atendendo a solicitação da 2ª Vara do Forum de Guaíba, na ação que move contra a Laservi Construtora e Incorporadora Ltda, a Prefeitura Municipal se manifestou sobre o aumento do prazo pedido pela empresa para que procedesse a demolição do prédio em construção, localizado na avenida Sete de Setembro, 818, que corre risco de desabamento. O prazo inicial, determinado pelo Poder Judiciário, para que a empresa executasse a demolição encerrou na quarta-feira, 11 de julho. Porém, a empresa recorreu, solicitando um tempo maior, de 70 dias, para realizar o serviço.

Na petição do Município, protocolada também na quarta-feira, 11 de julho, a Secretaria de Obras entendeu que o prazo de 60 dias, a contar de 02 de julho, é suficiente para a conclusão dos serviços. Diante do cronograma técnico apresentado pelo Engenheiro Responsável Técnico da Adrial Pré-Moldados Ltda, empresa contratada pela Laservi para executar a demolição, o risco do desabamento deve estar eliminado até 16 de julho, quando já estará concluída a remoção da laje do último andar do prédio em construção.

"Quando chegarmos nesta etapa, será feita uma nova perícia para comprovar se o risco foi realmente eliminado", explica o secretário municipal de Obras, Jorge Centeno. Conforme ele, cessando o risco de desabamento, a Escola Estadual Otaviano Manoel de Oliveira Júnior, localizada ao lado da obra, poderá retomar as atividades, mesmo que a empresa prossiga com os serviços.

A Procuradoria Geral do Município requereu ainda no processo que, no caso de descumprimento destes prazos, seja aplicada multa à Laservi, conforme já consignada em juízo.

Foto da Obra neste Sábado, 14 de Julho. 

URL Curta:
Comente esta notícia: