01/09 Agergs autoriza aumento de 20% para o Catamarã 27/08 Desfile de 20 de Setembro é cancelado 26/08 Guaíba sobe três posições no ranking do PIB gaúcho 20/08 1º Seminário da Frente Parlamentar em Favor da Segurança Pública Municipal 18/08 Inaugurada a primeira estação das academias ao ar livre de Guaíba 18/08 Paróquia Nossa Senhora Medianeira acolhe o Chá das Capelinhas 10/08 Guaíba é a primeira cidade gaúcha a implantar alvará eletrônico 04/08 Academia ao Ar Livre começa a ser instalada na Vila Iolanda 04/08 Assinado contrato de reserva de área para a Gefco em Guaíba 29/07 Skate Park na Beira: obras avançam dentro do cronograma 29/07 Domados do Pampa Etapa de Guaíba terá edição especial da prova Carro-Cavalo 29/07 Avançam as negociações para abertura do hospital municipal de Guaíba 23/07 Guaíba cria o Conselho Municipal de Cultura 16/07 Primeiros Caminhões da Foton chegam ao Centro de Distribuição em Guaíba 14/07 Celebração de Crisma em Eldorado do Sul tem a presença de Dom Leomar Brustolin 13/07 Fique ligado: Escala do Radar Móvel de 13/07 à 17/07 13/07 Começa o trabalho de restauração do Portão da Alegria 13/07 Oficina de Karate do Projari participará de competição em Pelotas 07/07 Inaugurada Galeria dos Prefeitos Municipais de Guaíba 07/07 Festa de São Pedro movimenta Eldorado do Sul
Publicidade
Notícias // 14/07/2012

Prazo para demolição da obra se estenderá por mais 60 dias

Atendendo a solicitação da 2ª Vara do Forum de Guaíba, na ação que move contra a Laservi Construtora e Incorporadora Ltda, a Prefeitura Municipal se manifestou sobre o aumento do prazo pedido pela empresa para que procedesse a demolição do prédio em construção, localizado na avenida Sete de Setembro, 818, que corre risco de desabamento. O prazo inicial, determinado pelo Poder Judiciário, para que a empresa executasse a demolição encerrou na quarta-feira, 11 de julho. Porém, a empresa recorreu, solicitando um tempo maior, de 70 dias, para realizar o serviço.

Na petição do Município, protocolada também na quarta-feira, 11 de julho, a Secretaria de Obras entendeu que o prazo de 60 dias, a contar de 02 de julho, é suficiente para a conclusão dos serviços. Diante do cronograma técnico apresentado pelo Engenheiro Responsável Técnico da Adrial Pré-Moldados Ltda, empresa contratada pela Laservi para executar a demolição, o risco do desabamento deve estar eliminado até 16 de julho, quando já estará concluída a remoção da laje do último andar do prédio em construção.

"Quando chegarmos nesta etapa, será feita uma nova perícia para comprovar se o risco foi realmente eliminado", explica o secretário municipal de Obras, Jorge Centeno. Conforme ele, cessando o risco de desabamento, a Escola Estadual Otaviano Manoel de Oliveira Júnior, localizada ao lado da obra, poderá retomar as atividades, mesmo que a empresa prossiga com os serviços.

A Procuradoria Geral do Município requereu ainda no processo que, no caso de descumprimento destes prazos, seja aplicada multa à Laservi, conforme já consignada em juízo.

Foto da Obra neste Sábado, 14 de Julho. 

URL Curta:
Comente esta notícia: